Número total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Podem ser-nos concedidas explicaçoes?

         A notiicia de ontem sobre a educaçao em Portugal :   :ficou a nossa juventude  muito bem classificada apos os testes efectuados na comunidade europeia .  Os estudantes portugueses ficaram muito bem classificados ! Sem ironia, parece que houve um grande salto no ensino.Das me´dias na matematica e  no portugues, abaixo do mau, conseguimos o milagre de que os nossos estudantes melhorassem de forma extraordinaria. em pouco mais de um ano.
          Mas para que fiquemos bem convencidos, gostariamos de saber : como foram efectuados esses tais testes,  como forma escolhidas as escolas frequentadas por esses alunos, como foram escolhidos esses alunos, quais as perguntas ou temas postos para desenvolvimento, qual a forma de avaliaçao e classificaçao das respostas. Tragam isso a publico, para que niinguem tenha duvidas !
          Que diriam se alguns estabelecimentos de ensino em Porrtugal, chamados de forma abusiva, universidades - nao todas, mas algumas -  onde os alunos fossem aconselhados nas secretarias, antes dos exames, a receber, pagando e bem pagando,claro, explicaçoes dadas pelas professores das cadeiras ? .
           Esta historia fez-me lembrar outras duas .Uma, passada ha poucos anos, a dum universitario que conseguiu passar, apos ser examinado pelo professor  e na casa deste, num domingo, em conversa particular sobre a materia. E. imaginem, passou com distinçao. Outra, passada ha sessenta e cinco anos,  duma aluna que copiou todo um exame pelo exame dum seu colega, O professor da cadeira, bom apreciador dos dotes fisicos da aluna, classificou-a com quinze valores (quando as classificaçoes iam de zero a vinte),O aluno esse teve de contentar.-se com um doze.
           Enfim, para terminar : entraram para o primeiro ano do meu curso, 18o alunos ( com exame de admissao). Terminaram o curso, sessenta. Dizem-me, custa-me acreditar, que agora, se entram para  um curso uniiversitario cem alunos ( sem exame de admissao, embora, no curso de medicina com numero clausus), terminam o curso cento e cinco ou mais.
           Nnada mais facil que apresentar explicaçoes destes milagres em entrevistas bem preparadas.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Quando rebentará esta onda ?

         Tantos colóquios, tantas conferências, tantos frente a frente, tantas mesas redondas e não se discute a democracia, não se discute o dinheiro, não se discute a corrupção.Sempre ou quase sempre com os mesmos argumentos : não há outro sistema melhor, não há outro meio económico melhor, não há justiça capaz. E assim se vai degradando a democracoa, assim vai aumentando a pobreza, assim se degradam mais os governos.
          Assim se vai perdendo Portugal.
          Mas provavelmente bastarão trinta, como em 1640, para nos libertar.
          Teremos de esperar outros quinhentos anos, mais trinta desde agora, até 2140 ?

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Estou disponível

       Estou disponível para enviar o meu livro a quem o desejar ler( 15 euros, incluindo o porte). Baseia-.se no tema : acabar com o dinheiro e erradicar a pobreza. Assunto muito controverso, lancem-me argumentos  e comentários para a dialética, debate ou polémica.
       Estará à venda na livraria "Les enfants terribles", no edifício onde se situava o antigo cinema "King" , na Avenida de Rima, em Lisboa, e a patir do dia 15 deste mes, e das quinze horas..