Número total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Folhetim - 2

Ano a ano os romanos desbarataram e conspurcaram o que o direito romano lhes havia conseguido. Quanto mais se aproximava a queda de Roma mais se acentuava a opressão, a intolerância e o despotismo dos imperadores e dos reis romanos. No final, alguns povos da Europa assaltaram e tomaram de Roma tudo o que puderam saquear. Salvou-se a Igreja Católica que perdurou até hoje.

Ser professor

Eu fui professor durante três anos de garotos da escola industrial de Silves e Portimão. Mas nunca comecei por ensinar os alunos,  a aprender e a estudar, do que estou arrependido. Porque o primeira assunto que um professor deve  indagar, nas primeiras aulas, é se os alunos sabem aprender e sabem estudar. E  primeiro que tudo - seja na escola primária, seja no liceu seja ainda na universidade -  o professor deve suscitar a curiosidade dos alunos pela disciplina que irá leccionar - o que nunca fiz. E não é difícil: bastará, por exemplo,  apresentar-lhes uma pequena caixa muito bem embrulhada em papel e bem atada com várias voltas de cordel Ou ainda, por exemplo, numa aula de ciências pedir a uma aluna que olhe pela janela da sala e diga o que vê.
Mobilizada a atenção dos alunos, depois será fácil continuar.
Experimentem, com os vossos alunos ou com os vossos filhos.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Pensamentos subtis (ou talvez não) Folhetim - 1

1 - Um pouco sobre democracia e liberdade
A democracia nasceu na Grecia antiga, mas condenou Sócrates à morte, através do veridicto duma assembleia popular. E os atenienses podiam ser escravos dos gregos. Os romanos melhoraram um pouco: em Roma todos os cidadãos deveriam ser tratados de forma equitativa. assim o diziam. E instalaram a jurisprudência. Mas, na prática, o direito romano - hoje uma cadeira dos cursos de direito - não se aplicava às classes dirigentes.
(continua)

Pensamentos subtis (ou talvez não9 Folhetim - 1la

Um pouco sobre democracia e liberdade
A democracia nasceu na Grecia antiga, mas condenou Sócrates à morte, através do veridicto duma assembleia popular. E os atenienses podiam ser escravos dos gregos. Os romanos melhoraram um pouco: em Roma todos os cidadãos deveriam ser tratados de forma equitativa. assim o diziam. E instalaram a jurisprudência. Mas, na prática, o direito romano - hoje uma cadeira dos cursos de direito - não se aplicava às classes dirigentes.
(continua)

domingo, 28 de agosto de 2016

A luta continua?

Será que na China continua a luta, instituída por Mao, para a abolição das quatro velharias - os velhos costumes, hábitos, pensamentos e tradições ?

sábado, 27 de agosto de 2016

Cena doméstica

Ela aguardava, paciente, que o comentário futebolístico terminasse naquele programa da televisão enquanto ele, futebolisticamente concentrado, ora sondava o nariz na busca incessante de macacos, ora escarafunchava a orelha esquerda tentando aliviar aquela irritação auricular, ora metia a mão direita dentro das calças procurando alívio para a comichão crescente na virilha , tudo cessando quando um fusível estoirou por excesso de carga.
                    -Maria, dá cá o isqueiro para acendermos a vela. 

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

4

A ingente loucura que me acontece
Resulta de infrenes sonhos juvenis
Desta vontade que não me falece
De eliminar de mim as coisas vis
Que sempre desculpo como insensatas
Devidas a causas involuntárrias
E nunca assim antes bem reveladas 
Ainda que agora mal imaginadas

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

É necessário ser inteligente para compreender

Quem foi o pândego que escrevia direito por linhas tortas?
Onde afinal param os heróis assinalados?
Onde por fim encontrareemos tudo o que luz e que é ouro?
Oh Pedro, que é dos erros meus, da má fortuna, do amor ardente?
Onde estão as linhas tortas por onde Deus escreve direito?
Onde habita o desinfeliz a quem não valeu a sorte maniversa?
Quem acompanha a desgraça que nunca vem só?
E quem é o artista que deixou obra malhando em  ferro frio?

Poderia ser mas não é o 4

Lá para o ano dois mil escreverei mais versos
Não se perturbem, os ano dois mil vai chegar
Dentro de mais ou menos uns dezasseis anos
Ou dezassete, se quiserem mais rigor
Ou mesmo só quinze se aguentarem este senhor
Que diz e escreve com toda a lata e baixa cultura
Que não escreve mais versos sem qualquer valor
Eis aqui um exemplo de como escreve um estupor

domingo, 21 de agosto de 2016

3

Dizendo tudo o que me vai na alma
Cantando tudo o que o meu espírito canta
Não  esqueço o princípio do que ficou para traz
Nem o muito que dentro de mim está para vir
São espinhos que ferem a dor não sentida
São ódios que ferem a esperança mal querida
Rancores que trespassam boas amizades
Lágrimas cujo sal aviva as feridas.

sábado, 20 de agosto de 2016

2

Na minha ventura sempre penso
Que na tua beleza sempre me fixei
Recordando dos teus olhos o verde imenso
Da tua boca o desejo que lá deixei
Sempre me sorrias com esse ar distante
Quando partias sentia-te ao pé de mim
E com saudade de te ter diante
Sentia-te muito indiferente, muito inconstante

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

1

Encontrei o prado da minha vida
Depois de saltar todas as paredes
Após atravessar alguns mares
Fechei os prantos, abri as alegrias
Deixei entrar infrene, a saudade
Naufraguei nas vagas da fantasia
E quando o acaso te deixou à minha frente
Fixou-se em mim a tua imagem bem imanente

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Sã amizade

Uma amizade sã perdoa sempre uma traição. E se é sã, esquece-a com maior ou menor facilidade. Quanto mais pura, mais. depressa esquece o que a perturba.. Quanto mais sã mais tenta encontrar motivos para o perdão. Quanto mais pura mais o seu bem elimina o mal da traição.
Por isso e por muito mais, Jesus ofereceu a outra face.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Virtude e bondade

Bastas vezes se confundem, virtude  e bondade. Mas são diferentes. Dizer que uma pessoa tem a virtude da bondade é um dizer impróprio, que peca por defeito. Porque um indivíduo que é virtuosos significa que esse indivíduo reúne um conjunto de boas qualidades e não que possui apenas uma ou duas ; que não somente é generoso, mas que, nas suas acções é  valente, corajoso, honrado. Ou ainda: decidido, recto, austero no viver, que respeita a  natureza e  todos os animais.
Portanto o que, por hábito e não por excepção, pratica o bem. 

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Bondade

Mas é fácil falar da bondade, escrever sobre a bondade. E de ser bondoso. Lembro-me sempre de Marx, os seus escritos sobre o capital, sobre as maldades do capitalismo - ele, que, durante toda a vida, consumiu e dissipou fortunas das formas mais inferiores - álcool, sexo, paródias - como as biografias sérias de Marx assinalam.
Dificil é praticar a bondade e ser bondoso, sem alardes, sem propaganda, sem foguetes. Esplêndido é praticar a bondade sem pensar na bondade, dando-a de forma natural, tão natural como respirar, sem sentir que sai de nós, como sai de nós o calor que o nosso corpo liberta.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Uma palavra:bondade


Descobrir as palavras que descrevem com rigor uma virtude ou um defeito que distingue uma mulher de todos os que convivem com ela,não é tarefa fácil para quem pretenda ser bom árbitro das qualidades alheias. A bondade é uma dessas virtudes, de simples avaliação para uma mente superficial, para um espírito de juizos resultantes de impulsos básicos e pouco atento às inúmeras alternativas, às incidências ouve diversas, às particularidades dos seus diferentes significados.
A bondade é um exemplo.

domingo, 7 de agosto de 2016

Visões da mesma paisagem

O administrador, caminhando pelo átrio do banco, dizia para um colega:
          - Reparaste naquele tipo apanhando um alfinete do chão?
          - Sim, então?
          - Olha, não vai longe. Aquele só se importa com ridicularias, com minudências,, não pensa em grande, não passará da cepa torta.
 Dizia outro alto quadro, para outro administrador do banco quando na mesma altura ali entravam:
           - Viste aquele que ale vai e que apanhou qualquer coisa do chão?
           -  Sim, parece-me que ele apanhou um alfinete.
           - Vou saber quem é esse tipo, deve ser minucioso, deve reparar em todos os pormenores, temos de o observar e não o esquecermos para as próximas promoções.

sábado, 6 de agosto de 2016

vou

Vou abandonar a ambição e refastelar-me na fantasia

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

O nada - 3 -

O nada também "vazio absoluto" - de Sartre. "O oposto ao que existe" - de Kant-
E afinal de contas, tanta coisa que é o nada.. A que eu acrescento mais uma: o nada é aquilo que nunca se encontra mas que está em tudo o que procuramos quando não encontramos o que procuramos. Por isso dizemos que não encontramos nada quando procuramos o que não existe. como aquela frase com que terminavam dantes os relatórios na tropa: "aos costumes disse nada".   

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

O nada - 2 -

Quando perdemos o tempo encontramos o nada E quando perdemos tempo, perdemos um pouco de tudo.

Eu nunca penso no nada
Nem de nada comerei
Quando vou pensar em nada
Penso que disso dada sei

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Sobre o nada

Vou tentar começar a escrever sobre o nada. Que talvez seja: a ausência, o que não existe, o que não está nem aqui nem aí, a fatuidade da política, o vagido dum morto, a sublima tentação do impossível, o zero saído no euromilhões, as mamas do apocalipse, o que está fora de qualquer coisa, o que fica em lugar duma saudade, a importância do político que perdeu a eleição, o que penso quando não penso, um et cetera perdido no mar morto, o que não continua.
.