Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

*
      Quase todos os dias, se estou de boa saúde, descubro coisas novas, agradáveis. Porque as desagradáveis não me interessa descobrir. Para quê descobri-las? Para aumentar o desagrado pelas coisas desagradáveis? Não, acabei com elas, só me viro para as agradáveis: o mar, a matureza os amigos (não digo  os bons amigos porque se são amigos ter por força de ser bons.Não entendo a expressão de "maus amigos", é um paradoxo, é  como dizer que uma coisa verde é amarela ou sem côr). Se estamos à espera, ou aguardando as coisas desagradáveis, elas acontecem sempre. Se tapamos o cenário do desgradável com o manto da fantasia ou com o bálsamo da boa esperança, ou ainda simplesmentoe reparando no que a natureza nos oferece, desaparecem muitos ou quase todos os maus tratos do destino.

Sem comentários:

Enviar um comentário