Número total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Contas bem feitas

O meu rosário está cheio de contas
Consultei a tabela das multiplicações
Nada encontrei sobre aquelas contas
Que me dizem mais do que as contas
Que penso que terei um dia de apresentar
Ao supremo contabilista de todos nós
Que eu espero que se engane a meu favor
Nesse imenso trabalho nas contas de todo o mundo !


Aprendi a somar todo o bem que me fizeram
Consegui diminuir a vaidade e a ostentação
Dividi todo o amor que em mim encontrei
Pelos que Deus me deu e pôs à minha volta
Somei afetos, ilusões, carinhos, considerações
Multipliquei saudades, diminui as distâncias
Que me barravam o caminho da felicidade
E respeitei a vida sem temer a morte


E no fim de contas, se tenho de fazer a conta
Se algum dia me exigirem as razões
Porque fiz ou não fiz, fui ou não fui
Amei ou não amei, vivi ou não vivi
Então apenas terei uma resposta muito simples
A única presente no meu entendimento
A única que a vida me ensinou:
Não sei donde vim nem para onde vou


Sem comentários:

Enviar um comentário