Número total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Ia tomar uma bica

 




Na secção de emprego :
- Nome?
         -José da Silva Acabrunhado
  - Nome do pai?
         - José Baixo Acabrunhado
  - Nome da mãe»
         - Alina Triste Acabrunhado
  - Naturalidade ?
         - Acabrunhada de Baixo
  - Idade ?
         - Não sei, já tive trinta anos
   - Data do nascimento ?
         - Ora, senhor, foi no dia em que nasci !
    - Ocupação?
         - O que é isso, senhor ?
     - Homem, em que é que trabalha?
         - Nunca mais tive trabalho desde que acabei aquele trabalho em casa do meu avô Francisco
           Acabrunhado.
      - Mas então o que é que sabe fazer?
           - Ora, sei fazer o que acabo por fazer e que fica sempre mal feito as coisas que...
       - Não interessa, homem, diga-me em que é que se quer empregar.
            - Senhor eu quero empregar-me onde eu possa fazer alguma coisa bem feita, o que a minha
           mãe e o meu pai...
        - Oh homem, que profissão tem?
             - Ora meu senhor, profissão, profissão não sei se tenho alguma lá em casa.
        - Mas no seu trabalho usa as mãos?
              - Qual acha que eu uso, uso as duas!
        - Olhe senhor Acabrunhado espere só um instante,
    O funcionário abandonou o "guichet" , bebeu um copo de água da máquina, levantou as sobrancelhas e inclinou a cabeça para a direita dirigindo esses sinais de resignação para um colega sentado a uma secretária ao lado da máquina que ali sortia a água. E voltou ao trabalho:
         - Então senhor José Acabrunhado, lembra-se o que faz com as mãos?
               - Lembro, lembro-me que aquilo que faço com as mãos nunca fica bem feito, é o que diz a minha mãe, ela também faz tudo mal feito, o meu pai é que quando se põe a fazer...
         - Não é isso que lhe pergunto, homem ! Pergunto-lhe se o senhor é pedreiro, carpinteiro, manobrador de alguma máquina.
               - O meu pai também me diz que faço tudo mal feito mas ele ainda ontem quando matou o porco...
         - Bem faço-lhe a pergunta doutra forma: onde é que o senhor costuma trabalhar?
               - Onde ? Pois umas vezes trabalho sentado num banco, outras vezes em cima duma escada, outras tenho de agachar para ...
         - Olhe senhor Acabrunhado parece-me que não tenho trabalho para si.                  
               - Mas eu não quero o seu trabalho, guarde-o bem guardado para si eu não vim cá para lhe roubar o trabalho, eu...
         - Então o que veio cá fazer ?
               - Pois eu passei por aqui, queria tomar uma bica e como vi aqui tanta gente...
         - Próximo, se faz favor!

Sem comentários:

Enviar um comentário